domingo, 19 de outubro de 2014

Bianca Briones – As Batidas Perdidas do Coração



   Antes de tudo, queremos agradecer a Gladys por ter indicado esse livro no grupo de leitura ao qual pertencemos, e dizer que foi uma grata surpresa. Por conta disso convidamos a mesma a dar seu pitaco nessa resenha. Nada mais justo! rs

   Peguei o livro pra ler e desde o início fiquei simplesmente en-can-ta-da!! Bianca está de parabéns pela sua forma de escrever, pela coragem de colocar no papel um drama que milhares de pessoas vivem todos os dias, e por escrever tão, mas tão bem. A gente mergulha na trama, cai dentro das páginas e é como se estivéssemos ali, participando de tudo que acontece. Nada de mi-mi-mi, nem de encheção de linguiça. Ela cava e vai fundo na história. Os personagens são reais. Como eu disse em algumas resenhas anteriores, uma história pra ser boa tem que ter drama. O drama é o tempero do livro. É o que faz a história fazer sucesso, te pegar pelas entranhas e fazer você perder as batidas do seu coração.

   Falando nisso, o título do livro por si só já é um arraso. Significa que quando você ama, seu coração falha aquela batida, salta no peito e parece querer sair pela boca. Amei! É o famoso vuco-vuco nas entranhas, as borboletas na sua barriga e etc... rs. O livro não tem sexo em exagero, é claro que tem suas partinhas hots, mas na medida certa. Nada fortuito. Se encaixa perfeitamente na história. 

(Só um adendo aqui -  Eu, Fidis, achei o sexo bom pra C... Rafael se “encaixa” com perfeição em tudo que é lugar, se é que vcs me entendem. HE HE HE)

  Viviane era uma adolescente de 18 anos que conhece Rafael de uma maneira nada tradicional. Aliás, bem inusitada. Ambos estão no hospital após perderem entes queridos, aguardando a coisa mais triste do mundo, que é a liberação dos corpos. Viviane acabou de perder seu pai para um câncer de pulmão, e Rafael perdeu tio, tia, primo de 10 anos e sua irmã de 17 vítimas de acidente de carro causado por um playboyzinho inconsequente, que acaba não sendo preso e nem sofrendo nada por ser filho de promotor rico. Pois é... lemos esse tipo de notícia o tempo todo, infelizmente, pois a impunidade é uma coisa muito real em nossas vidas.

   Todos dois passam por problemas parecidos, que é ter que lidar com a dor da perda e o que ela faz com a gente. Rafael após perder seu pai de uma forma bastante trágica, resolve se virar para as drogas na vã ilusão de mitigar seu sofrimento. E cai pesado, e feio. Ele é pobre (mas vive dignamente e é delícia, o que conta muito né?), barman, tatuado, bonito, gostoso e acostumado a pegar as piris no depósito do bar. Ali mesmo traçava algumas, outras fazia kinem marmita, colocava debaixo do braço e levava pra comer em algum cantinho... rs. Pois é. Bad boy de carteirinha.

   Vivi era uma patricinha, filha de um dos maiores profissionais da propaganda no Brasil, vivia rodeada de luxo, tinha amigas muito legais e um namorado mauricinho. Se não fosse pela perda do pai, seu mundinho cor de rosa continuaria indefinidamente. Tudo devidamente sacramentado nas estrelas. Até que encontra Rafael que vira seu mundinho de pernas pro ar. Destaque para o irmão da Vivi e o Lucas, primo do Rafa, os dois são fofos demais.

   Eu confesso que fiquei grudada no livro, não conseguia largar, era uma tortura ter que deixá-lo pra fazer as coisas. Não darei mais spoiler, mas digo uma coisa: é maravilhoso. Esse livro é diferente, pois estamos acostumadas a ver mocinhos que são Bad Boys, mas que tiveram um passado, e não um presente desses. Rafael tem uma bagagem muito pesada, e Vivi se vê obrigada a abrir mão de algumas “pequenas”coisas, entre elas seu sossego, riqueza, família e quase a vida para viver esse amor.

   As amigas de Vivi são bastante interessantes, e depois de ler vi que ela escreveu a história de Bernardo e de Clara: Curvas de Cavill. Doida pra ler... rs. Cara, os personagens são todos fascinantes.
Os agradecimentos finais são lindos, um capítulo à parte. Não deixem de ler esse livro, vocês vão perder as batidas do seu coração... ou pelo menos desejar perder... ou lembrar de quando perderam...


Pitaco da Gladys


  Fui pela sinopse e... Não me arrependi!
  O que não é de se estranhar já que é uma autora nova no cenário literário e essas, atualmente, estão roubando meu coração. E assim perdi uma batida quando me dei de presente esse livro.

  Qual a diferença dele para os outros?

  Patricinha que topa qualquer parada e bad boy monogâmico. kkkkkkkkkkkkkkkkk

  Na verdade não sei explicar, apenas sei que a escrita é fantástica, a história é linda, os personagens poderiam ser reais e as amigas dão show. Quando terminei não consegui ficar calada e sai gritando e pedindo pra todo mundo ler, pois precisava reviver tuuuudo de novo, na troca de ideias.

  Gritei tanto que até a autora ouviu e me adicionou no facebook para eu poder desabafar (ela é muuuuuuuuuito doce!)

  Tentando finalizar: Passe ele a frente em sua lista e leia AGORA, ou perca a chance de conhecer um dos melhores livros dos últimos tempos e NACIONAL !

8 comentários:

  1. Essas resenhas é que vão fazer meu coração parar não saltar,maravilhosas.adoro rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnn, obrigada Dany, sua linda! rsrsrs

      Excluir
  2. Uhuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!!! Amei tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gladys Maria, nós amamos sua indicação!! Maravilhosa! E eu concordo com tudo que vc escreveu. Tb perdi minhas batidas para este livro!

      Excluir
  3. Gentee eu comprei o livro e tava lá embaixo na minha lista de leituras, porém, depois dessa resenha fiquei empolgadíssima e vou começar a leitura pra ontem, rsrsrsrsrs, quando vejo e-mail de vcs na minha caixa de entrada já penso "mais um livro pra comprar" e vou logo clicando pra ver logo o que temos pro dia, esse blog é fantástico e vocês são maravilhosas, parabéns meninas, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownn, que fofinha, obrigada Cris pelos elogios.
      E este livro é simplesmente lindo. Vc devora numa tacada pq não consegue largar. Os personagens são maravilhosos, mesmo Raphael, com toda sua bagagem, acaba sendo um querido. Bianca escreve muito bem, e é uma delícia quando encontramos autores nacionais talentosos.
      Podem ler sem medo!! Aposto a grana na bolsa da Fidis como vcs vão se apaixonar por este livro.
      Um bj!!!

      Excluir
  4. Meninas, quase não consegui terminar..... quase...., parei de ler em mais da metade, tava tensa, triste, fui ler outros, pensei que não ia continuar, mas voltei e terminei, gostei muito do livro, mas achei meio pesado.

    Obrigado pela indicação!

    bjooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rê, esse livro é bastante denso. Como eu disse, esse é um mocinho todo torto, que luta com seu próprio drama, o vício das drogas.
      Mas é bom não??? Fiquei fã dessa autora pelo modo como escreve e lança no papel as emoções dos personagens, eu me vi ali o tempo todo... amei!!!
      Um beijão Rê!!

      Excluir

Tradutor

ÚLTIMAS POSTAGENS