quinta-feira, 26 de março de 2015

Celia Bryce - Uma Canção para Jack



Mais uma vez agradeço a Marimari que me indicou este livro sem querer. Ela e Bea ficaram dizendo que se tinha chororô não iam ler e blábláblá. Mas, como eu adoro desbravar corajosamente livros que aparentemente causam furor, lá fui eu conferir. E amei!!

Esse é um daqueles livros sensíveis que tocam seu coração. Uma Canção para Jack vem para sacudir seu mundinho, tirar você da sua zona de conforto e te mostrar como a vida é efêmera, e como as coisas que importam devem ser valorizadas, e o que não importa ser colocado em seu devido lugar. Apesar de ser livro cujos personagens são adolescentes, essa história é para todas as idades. Coisa mais linda.

Megan Bright é uma menina de 14 anos que já começa o livro no seu 1º dia no hospital. E como toda adolescente, Megan se acha uma mocinha e não mais uma criança. E está coberta de razão! Mas acontece que o hospital em que ela estava se internando não entendia dessa parada de adolescente e tinha a seguinte regra: não era adulto, ia pra ala pediátrica. E aquilo foi a morte para Megan.

Ela tinha um câncer no cérebro e estava se internando para uma bateria de quimio. Só depois teria que fazer uma cirurgia. Como se só esse fato já não fosse tão trágico, ela fica na ala pediátrica, vejam só! Era a treva!!! E pra piorar, suas amigas só se comunicariam com ela por torpedo, quando se comunicavam. Taí uma realidade. As pessoas se afastam de quem está doente e esse livro retrata muito bem essa parte. Aí, enquanto ela estava ainda tentando encaixar essa realidade grotesca de parar naquele antro de criancinhas com a cabeça careca, ainda é atropelada por um garoto e seu suporte de soro.

Jack era o terror das enfermeiras. Típico garoto bagunceiro, também estava internado no hospital para tratamento do seu câncer. O que parecia totalmente dissonante acaba se revelando uma amizade sincera e lindíssima de se ver.

Jack era adorado pelas criancinhas internadas, arrancava suspiros das garotinhas, mesmo sendo um poste de ébano da altura das portas com seu eterno chapéu cobrindo a cabeça careca, dedilhando o suporte de soro como se estivesse tocando um contrabaixo, cantarolando velhas canções que seu avô lhe ensinou e um enorme sorriso no rosto, ele era conhecido em todo o hospital por suas atitudes irreverentes e até mesmo perturbadoras.

Megan estava mergulhada em baixa estima, com pena de si mesma por ter sido abandonada pelas amigas, e encontrou em Jack e seu bom humor uma saída para a escuridão onde estava mergulhada.
Não vou te enganar não. Você no finalzinho vai chorar. Desafio você a não chorar. Mas o livro é uma lição de vida. Jack não se acovarda e ensina Megan a ver a vida com outros olhos.

Megan e Jack eram opostos. Jack já estava calejado de suas idas e vindas ao hospital e acaba colocando Megan em sua rotina de pregar peças nas enfermeiras. Muitas cenas divertidas e muitas emocionantes que te arrancam lágrimas. Lembrando que a autora é enfermeira e acabou retirando de sua rotina hospitalar inspiração para escrever essa belíssima história.

Um livro que mexe com você, muito lindo e divertido, emocionante e que te remete à sua adolescência. Lindo demais!! Esse é um daqueles livros que quando você acaba quer recomendar para as amigas lerem. Maravilhoso. Não temam ler, é lindo!!



6 comentários:

  1. Apesar do tema já batido, a historia parece ser interessante. Já estava na minha lista e depois de ler sua resenha vai continuar aguardadando sua vez. Abraco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Didi!!! Q saudade.. quanto tempo....rs
      Sim, essa história é um pouco diferente, a autora aborda de uma maneira divertida. E apesar de ter o drama do câncer dos personagens, Jack é bem humorado e acaba ensinando Megan e enxergar a vida com outros olhos. Amei o livro!
      bjss

      Excluir
  2. Oi Meninas,
    Um fato que vocês talvez não saibam, eu sou drama quenn, eu me acabo de chorar em livros assim mas eu leio!
    Oh sofrência.
    Adorei a dica.
    bjs
    Luana
    www.blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luana, q saudade...rs!!!!
      Tb adoro um drama, pois acho q isso q é o tempero de um livro....rsrs.
      Leia este q vai gostar!!!
      Bjs

      Excluir
  3. Eu gosto de alternar minhas leituras, enjôo fácil, fácil lendo o mesmo tema repetidas vezes, por isso, apesar de drama não ser meu gênero favorito é sempre muito bem vindo de quando em vez, esta resenha fez com certeza "Uma Canção pra Jack" entrar na minha lista, parabéns meninas, como sempre vocês arrasaram nas indicações, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, esse é um livro que apesar do tema apelativo, ele viaja de forma até mesmo leve por esse universo, usa de delicadeza, e nos faz nos emocionar de um modo bom.
      Como é de adolescente, perfeito para qualquer idade. Podem dar de presente sem medo de ser feliz....rs
      bjsss

      Excluir

Tradutor

ÚLTIMAS POSTAGENS