domingo, 3 de maio de 2015

J.R.Ward – The Shadows #13º livro da Irmandade da Adaga Negra



Finalmente terminei esse livro e, com lágrimas nos olhos, digo que apesar de triste, é um dos melhores da Irmandade. Já li livros bem tristes, aliás, é uma marca dos IANs. Mas este parece que foi muito mais triste, já que os outros tiveram um final mais a contento. Cada um que a gente lê parece melhor que o outro, né? Mas este tá maravilindo!! Comentei dele com as amigas de zapzap e tá todo mundo louco pra ler!! Segura peão, que já tá quase chegando.

Pra quem não conhece a série não recomendo começar por este, pois já está num estágio bem avançado na vida dos personagens. Comece pelo começo.

Pois bem, este livro trata da história dos dois irmãos das sombras, Os Shadows, que são um povo a parte, como os Sympath, que vivem em reinos separados e sua sociedade é matriarcal. iAm e Trez fugiram de lá para escapar do destino de Trez, que era se acasalar com a princesa de lá e viver servindo-a para todo o sempre. Seus pais venderam os filhos, pois como servos viviam num miserê danado, aí resolveram tentar a sorte grande, já que viram ali a possibilidade de mudar de vida. E coitados dos meninos, vendidos para a rainha dos s’Hisbe. Criatura ruim pra danar e cheia de má intenção. Leiam que vão saber (ô vontade de contar...rs).

Como sempre, não se trata apenas da história dos dois irmãos, sim, ela escreveu um livro dois-em-um onde trata da história dos dois irmãos, é como matar dois coelhos com uma cajadada. Ela fala principalmente do Rhage (ownnn, meu fofinho tá tão abandonadinho neste livro) vivendo um momento tenso de sua vida, pois Mary está trabalhando fora o dia todo ajudando as pobres mulheres e suas crias. E isso deixa nosso Rhagezilla (nem tchum o godzilla dele, não apareceu nenhuma vezinha, só ameaçou e nada) num humor péssimo, pois acaba lembrando dos maus momentos vividos quando abandonado por sua shellan.E pra piorar, ele meio que se identifica com o drama vivenciado por Trez.

Fala também bastante do Xcor e da Layla. Xcor também está bastante cansado desse chove-num-molha com a Escolhida. A moça, apesar do barrigão enooorme (oi? Tem novidades sobre esse barrigão, mas não vou contaaaar), acaba sofrendo um assédio da gota serena do Malvadão Xcor (que não é malvado mais), e seu pseudo-relacionamento sofre um cheque-mate. Cara, a moça flagra o Xcor num momento um tanto quanto vulnerável. E olha, sei não. Ela diz que nunca viu um tão grande, o que nos faz pensar mal um cadinho do Qhuinn... hehehe. A coisa tá preta pros dois, e pra nós tá ótimo, já que isso tá me cheirando a um livro dos dois... hehehe. E acho que será o próximo.

Ah, Luchas, o irmão do Qhuinn, aquele que foi mergulhado no latão cheio de sangue preto dos lessers, tá todo estrupiado e vai dar o que falar também. Ele deu bastante trabalho pra todo mundo nesse livro e... pois é. Quase contei, mas acontece que vai escorregando, vai escorregando, e quando a gente vê, quase solta um spoiler. Ufa, foi por pouco. Mas que deu peninha do moço, ah, isso deu!

E como não poderia deixar de ser, também aparece muito o traficante Assail. É Assail, sua batata tá assando... Ele tá numa tristeeeza, morrendo de saudade da Sola, mas não quer abrir mão da sua amada cocaína... tadinho, mas isso também é bom, pois com toda certeza quanto 1+1=2, isso vai gerar um livro, e dos bons. E ele tá na mira do Rei. Não abra o olho não, Assail, que sairá assado.

Mas... quanto aos dois irmãos das sombras, tadinhos, comem o pão que o diabo amassou com o rabo. Todos sabem que iAm cuida das enxaquecas, bebedeiras e farras do seu irmão Trez. E que este age desse modo para “contaminar” seu pobre corpo. Na sociedade em que vivem, os corpos são sagrados, e não se macula tal coisa deitando com outras pessoas. Por isso que Trez faz barba, cabelo e bigode com a mulherada, ops, fazia, por que desde que colocou seus belos olhos negros na Escolhida Selena, sua vida nunca mais foi a mesma.

A coisa ferve nesse livro, o amor é lindo, tudo belo e maravilhoso... até chegar o Destino, ou sorte, ou azar, como quiserem. s’Ex vem com tudo para levar Trez de volta ao lar, doce lar, mas o bicho escapole, faz uma finta e tenta driblar de tudo quanto é jeito seu destino. Mas titia Ward não estava pura neste livro. E a moça mexeu seus dedinhos maleficamente e tcharam! Leiam o livro.

iAm era suposto tomar conta do irmão toda sua vida né? E toma, tadinho, até que acaba encontrando seu destino também. Caramba, a situação fica muito interessante e iAm vive momentos bem calientes. Aliás, as cenas quentes do livro ficam por conta dele e de sua paquera. (ai, tô me coçando pra contar!).

Cara, como tô me coçando pra dar spoiler, mas me segurei, pronto. Tá certo, leiam o livro depois me contem o que acharam. Uma coisa é certa: depois do livro do Z, do V e da maldade que a Vaca Escriba fez com nosso Rhage e sua Mary, não pensava que haveria mais nada tão cruel que a Ward não pudesse fazer, mas fez!! Ficou fenomenal este livro, ela escreveu muito bem, só senti falta do Omega e da Virgem (onde??) Escriba. Acho que os dois estão juntos no aquém do além perturbando alguém.

Os amantes dos Adagas Negras não deixarão pedra sobre pedra depois de ler esse livro. Os IAN vão bem, obrigada. Rev tá todo bonitão ainda, os meninos também, mas... leiam!!

Ah, novidade de última hora, ia quase esquecendo de contar para vocês, é que a Irmandade abriu inscrição para novos aprendizes, homens e mulheres. Vai ser uma correria danada para preencherem as vagas, Corram que a minha já tá garantida!! São 87 capítulos de pura gostosura, e é claro, algumas lágrimas. Muuuitas, pra ser sincera, mas isso não desmerece o livro em nada, apesar da vontade de esganar a titia Ward. Coisa mais feia o que ela fez, mas a gente perdoa por que ela nos deu os IAN!! Mas tome tento, Ward, sua jiripoca tá piando!! Kkkkk

Agora é aguentar esperar o próximo livro, que com certeza vai arrebentar. Eu posso quaaase jurar que é do Xcor. E até lá vamos nos contentar em comentar sobre os bofes que ela cria, ô medels, haja coração!!!

PS. A Dupla de Duas recomenda e muito a leitura desse livro. Aliás, da série toda. Não nos responsabilizamos pela coceira alheia, a nossa a gente cuidou fazendo essa resenha e tomando anti-alérgico. 




17 comentários:

  1. Escrevi , escrevi, escrevi, e então não foi kkkk, vou tentar de novo.

    Mas, eu adorei esse livre, só senti vontade de matar a autora pela grande sacanagem que andou fazendo nele.
    Todos estão incríveis, e Meu Rei é meu rei, esse podem tirar os olhos grandes de cima que eu sou feroz.

    Duas noticias que a J.R.Watd deu.
    A série IAN vai ter um spin-off que serah outra série que contará sobre o treinamento aos novos soldados, e em cada livro terá um casal formado por algum desses soldados, mas também terá histórias paralelas falando dos irmaos.
    A segunda noticia é que o próximo livro será sobre o Rhage, acho que por isso ela falou tanto nele no The Shadows.

    Dupla de Duas de felas kkkkk Parabéns pela resenha
    Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Celinda. Saudades de ver vc por aqui... rs.
      Sim, J.R.Ward arrasou neste livro, apesar das maldades cometidas. Mas quem sabe não reverte no futuro, sim? E quanto a essa série paralela acho que apenas vai acrescentar, mas que no fundo vai atrasar os livros da Irmandade isso vai. E Paradise, a nova personagem apresentada nesse livro, filha do Conselheiro do Rei, tem um destaque super bacana, apesar do início meio tímido no livro.
      De um modo geral gostei, foi bastante triste, mas gostei.
      E adorei saber que o Rhage vai ganhar um outro livro, afinal, disseram por aí que Mary vai ter um bebê, mas eu acho que será por adoção.
      Ai, agora é aguentar tia Ward escrever, mas pelo jeito que ela está escrevendo esses spin-offs, vai demorar...(fazendo bico).
      bjsss

      Excluir
  2. Tilinda, parece que o primeiro livro spin-off sai em outubro ou novembro, e a série vai chamar BDB Legacy, e a Paradise será a protagonista, junto com outro soldado Greg, ou Craig.
    Mas, achei que ela pegou muito pesado com o bastardo aristocrata, talvez para aliviar as coisas para o lado do Xcor, não acha?

    ResponderExcluir
  3. Meninas,
    Que saudades de vocês.
    Não consegui emplacar essa série. É eu sou estranha, eu sei, mas o primeiro livro não me conquistou e eu não segui em frente.
    Quem sabe o dia que eu não tenha nada para ler (dificil) eu de uma nova chance?
    Não fiquem sem postar, mesmo não gostando do livro eu adoro quando vocês escrevem.
    bjs
    Luana
    ah vocês já sabem o blog, kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu!!! Saudade de vc, tô sempre xeretando no Mundo de tinta e acho o máximo como vc escreve tb!
      Agora falando dessa série, dê mais uma chance pros IANs. O livro 2 é do Rhage, e ele é um TDB hollywoodiano... hahaha. Além de ser TDB pra ninguém botar defeito, o carinha (se é que se pode chamar assim) ainda tem um godzilla de brinde! Yeahhh, e o godzilla gosta de talquinho, só lendo pra entender...rs
      Mas leia Lu, que aposto que sairá resenha desses livros no Munditinta!! hehehe.
      Vou postar depois a resenha dos livros da série Stage Dive, que adoro!! O Malcom é um TDB espírito de porco mas amo pra cacildis... rsrsrs
      Bjs
      PS. Ah, gentem, quando puder passem no Mundo de Tinta. Lá tem ótimas dicas de leitura!

      Excluir
  4. Bom dia!!!Novamente digo,que prazer é ler as suas resenhas,bom humor garantido,eu ja comentei em algum post antigo que adoro.Olha ste pedacinho aqui...."Mas tome tento,Ward, sua jiripoca tá piando"....rindo muito aqui........mais ste....."Vai ser uma correria danada para preencherem as vagas, Corram que a minha já tá garantida".....kkkkkkk!!!
    Obrigado meninas pela resenha!Abraços!
    Ps.adoro spoliers,fiquei tão curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Delma!!! Tb adoooorooo spoilar, mas depois que algumas pessoas pentaylors andaram falando que a gente fala muuuito dos livros (leia-se dona Marcinet), resolvemos manerar!! Mas de spoiler (quem não gosta tira ozôio das próximas linhas).
      Poizé, o Xchotinho quer molhar o biscoito com a Layla, que apesar de estar buchuda a moça esqueceu de como o bebê foi parar naquele barrigão, e posa de inocente (me engana que eu gosto!). Então ele dá uma prensada na escolhida no famoso ou dá ou desce. E ela falta o encontro pq o moço do cotoco, o irmão do Qhuinn, dá um siricutico e ela acaba ficando pirulá. Aí ele acha que ela nem tchum pra ele, o que não é o caso.
      A moça aparece na fazenda dele e acaba flagrando o moço fazendo justiça com as próprias mãos (gente, muita sacanagem com o pobre do moço, sozinho na parada!) e ela vê através da janela. Ah, depois ele acaba meio maltratadinho por um tete-a-tete com os meninos do talquinho, e a Layla invade o banheiro para "ajudá-lo", só que o moço fica entusiasmado com a visita e arma a barraca.
      Caracoles, a bicha se assusta com o trabuco e ele fica nervoso e manda a moça embora pra sempre.
      O triste é que depois ele encomenda uma quentinha pra viagem e acaba enchendo a pança.... Bom, mas tenho certeza que isso será corrigido nos próximos livros. Afinal, ela tá meio cá meio lá, né não?
      Viu? Eu tenho que fazer força pra conter esses dedinhos nervosos... hahaha.
      Beijos Delma, e apareça pra mais visitas!!

      Excluir
  5. Bom dia Ti,obrigado pela resposta,amei saber mais um poucquinho do livro!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delma, guenta as pontas que em breve estará lendo o livro. Mas cara, tem tantas novidades pra contar.. ai ai. Adoro esses hominhos de papel. Ô coisa boa!!

      Excluir
  6. Meninas to louca aqui, amo de paixão IAN ,e como sempre vcs me matam de vontade do livro pela resenha Parabéns continuem assim;;
    Agora não sei se meu coração aguenta ate a estreia kkkkk
    Esperar pra ver !!!Bjuss adoro o blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nalú, aproveite os meninos do IAN..tão chegando!!!
      E apesar do que falam por aí, achei esse livro o máximo. Titia Ward estava com a macaca e deu um castigo no Trez, mas tá muito bom, apesar de...
      Vale a pena, e como vale!! E obrigada pelos elogios... rsrs
      bjsss

      Excluir
  7. Não conhecia esse blog, mas agora que vi me arrependo por não ter conhecido antes, amei! Estou lendo resenhas aqui faz um boooooooom tempo e minha lista para os próximos livros só aumentam, omg. amei amei!
    e esse agora do dois irmãos.. eu dei uma pausa na leitura de IAN no livro de Qhuinn, porque fiquei com medo de ler os próximos e não forem tão bons. sei que é besteira, mas achei tãaao bom, que tenho medo de me decepcionar com os próximos. :(
    ah, não achei vocês falando sobre uma série, e queria indicar se puderem ler, porque ela é muuuito boa (mas muuuito mesmo, eu fico louca lendo kkk). é psy-changeling, da Nalini Singh.
    e vou vir aqui bem mais vezes, amei! bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liss, essa série é porreta, muito boa mesmo!! Até mesmo o livro do John que o povo meteu o sarrafo eu amei.
      Quanto a série da Nalini, os Psy, eu já li todos e amei tb!! Sou fã dela, e ainda tenho que resenhar os próximos dos Guild Hunter... maravilha, não??
      E venha aqui mais vezes sim, dê seus pitacos e sugestões para próximas resenhas e livros pro povo ler...rs
      Bjsss

      Excluir
  8. Amei conhecer este blog, sou super fã da Irmandade, e amo ler.
    Parabéns pelo Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stela, então seja muito bem-vinda em dar seus pitacos por aqui. Também somos super fãs desses vampiros TDB!!!

      Excluir
  9. Cara, eu ri muito com a resenha. Amei, eu curto uns spoilers. Olha, esse livro tem uma carga deprê, é fácil, fácil chorar com certas partes que a autora acrescenta. É definitivamente um passeio a fundo no emocional dos personagens. Não senti aquela coisa de química entre Trez e Selena (como sinto com Rhage e Mary), as cenas entre eles até que são bonitas, tocantes e tal, mas para por aí. Já o iAm muda o negócio, difícil não sentir simpatia pelo cara, e gostei da interação entre ele e a maichen. Trez e iAm me lembram Zsadist e Phury.

    Quanto ao rolo Xcor & Layla... Pô, quando eu estava achando que ia pegar um puta fogo... A coisa descamba toda (a cena do banheiro no chalé foi aaaaah meeeeu deeeus, me deixou querendo mais e mais, Xcor meio que surta). Enfim, dá pra ver que tem uma super tensão sexual, a ponto de um dos dois estar perto de se descontrolar. Ward é ótima com os diálogos. É legal ver como essa "amizade", esse "te amo/te odeio" vai acontecendo aos poucos. Adoro o Xcor, esse Bando de Bastardos me conquistou, e tô querendo MUITO esse livro dele. Por enquanto, só resta esperar ansiosamente... Porque tenho a impressão de que a Ward fica enrolando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Krika, amei vc dar seus pitacos. Gosto muito qd o povo diz o q achou do livro, mesmo a opinião não batendo com a minha, mas vc pensou igualzin!
      Achei q titia Ward colocou o amor da Escolhida com Trez bem poético pra preparar o terreno pra desgraceira, só pode!
      Ai, doida pra ler mais um!
      Bjss

      Excluir

Tradutor

ÚLTIMAS POSTAGENS