domingo, 1 de novembro de 2015

Lara Adrian – Stroke of the Midnight#Livro 13,5 da Série Midnight Breed



Yeahh!! Já estava com saudade da Lara e seus vampirões TDB da Série Midnight Breed. Livro curtinho, mas que não fica nada a dever aos livros anteriores. Mais uma vez Larinha acertou em cheio.

Uau. Nascido nobre e de uma linhagem cheia dos salamaleques, Jehan virou as costas ao luxo e se tornou um guerreiro da Ordem em Roma. Ele não consegue dar as costas ao passado de nobreza de Marrocos quando seu pai o chama de volta para atender às suas obrigações como príncipe.
Como o mais velho de sua família, ele se vê obrigado a atender ao chamado de seu pai e vai contrariado, sabendo que teria mais uma vez que desapontar seu pai. A Ordem está vivendo momentos muito tensos sendo atacada pela Opus Nostrum e os Renegados. Uma nova droga está em curso atingindo a população vampira e virando os humanos, já temerosos de se encontrarem no fundo da cadeia alimentar, contra a Raça. Tudo muito tenso, e vem os negócios de família interferirem na vidinha já estabelecida de Jehan, mais um guerreiro gostosão da Ordem, ai meldes!

Um casal deveria ser formado pelo primogênito da tribo dos Mafakhir e a Companheira de Raça mais velha (mas ainda não embagulhada) da tribo Sanhaja. Meio complicado? Hmpf. Que nada. Séculos atrás eram tribos inimigas, mas num acordo selado sempre haveria essa vinculação para garantir a paz entre ambas. Tudo ia bem até que o casal atual morre num acidente de avião. Aí o foco gira para Jehan. Ele não queria uma companheira de Raça, nada disso. Menos ainda ficar no seu país de origem sabendo que era necessário para a Ordem, já bastante atribulada com tantos problemas. Mas papai chamou, e ele vai, por que era obediente e também por que queria responder cara a cara como o homens, ops, Raça que era.

Mas... assim que seu avião pousa, Marcel, seu irmão mais novo e também um príncipe e gato, vai recebê-lo com notícias desconcertantes. Já estava tudo montado. Noiva esperando na casa do pai dele e tudo o mais, sogra, cunhada, etc.

Sem tempo para reagir, além de cumprir o estabelecido. Seu pai sabia como ele era osso duro de roer e já deixa uma cerimônia prontinha recém saída do forno o esperando. Mal põe os pés em casa, e se vê bombardeado de todos os lados. 

Seraphina não contava com essa virada do destino. Uma mulher que não se conformava com a vida que seus conterrâneos tinham de miséria, fome e doenças, ela se engaja num grupo de ajuda humanitária e arregaça as mãos e os bolsos para atendê-los. Não tem tempo nem disposição para gastar com frescurites e príncipes playboys. Até que se encontram.

Num acordo estabelecido entre eles e mantendo viva a tradição de ficarem juntos numa tenda no deserto por 8 dias e 8 noites, são deixados sozinhos até serem resgatados pelas famílias. Se não sucumbirem ao apetite saudável por sexo e sangue, então estão liberados para retornarem às suas vidas e outro casal é convocado. 

Tá.. isso tudo aí foi um resumo, mas já vou adiantando. Nenhum deles quer ceder, mas como é difícil resistir ao cumichão... Seraphina até que tenta, coitada. Jehan tenta fazer corpo duro. Mas pra complicar as coisas eles ainda se colocam no meio de uma confusão danada com a Opus Nostrum, que tem suas ramificações no Oriente Médio também.

Livro ótimo, muita ação, adorei mesmo! Estava com muita saudade. De todos os livros curtinhos escritos pela Lara este de longe foi o melhor, na minha modesta opinião.

Então fica a dica. E neste Halloween, nada melhor que curtir lendo um vampirão! Foi lançado dia 13 de Outubro nos EUA, mas só tem em inglês por enquanto.



2 comentários:

  1. Tô louca pra ler!!!
    BjoO,
    V.
    www.clubedolivrohot.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. V, esse apesar de curtinho tem ação do início ao fim! Amei o Jehan. Li outros curtinhos dela e apesar de amar Lara, não me empolgaram tanto. Mas esse aqui tá bom demais! Corra e leia e depois me conte!

      Excluir

Tradutor

ÚLTIMAS POSTAGENS